SES-DF gasta mais de R$ 5 milhões em horas extras por mês com médicos

Secretaria de Estado de Saúde do Distrito FederalPensem em um sistema de saúde que tem gasto 81% de seus recursos financeiros com Recursos Humanos.

O site teve acesso ao montante despendido em horas extras com os próprios médicos da pasta, o valor daria para contratar (377) novos médicos para substituir as horas extras causando um impacto financeiro positivo de R$ 3.806.904,53  à SES-DF.

Os maiores gastos da SES-DF em horas extras ficam por conta  dos médicos clínicos, R$ 1.896.594,38 milhões de reais, em 11523 horas extras mensais; em segundo lugar, os médicos neonatologistas, R$ 591.980,90 milhões de reais, em 3366 horas extras mensais; assumindo a terceira colocação em gastos mensais com horas extras, estão os médicos pediatras, R$ 565.586,61 milhões de reais, em 3201 horas extras.

Descontrole – Para o controlador-geral do DF, Djacyr Cavalcanti, a situação calamitosa da Saúde está ligada diretamente a falhas de gestão na pasta. “O pagamento de horas extras, por exemplo, é feito sem o devido controle. O valor é creditado inclusive para servidores de licença ou de férias. Sabemos que certas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) foram criadas mesmo sem médicos, visando somente o recebimento de horas extras. E o pior é que essas UPAs funcionam somente na base de horas extras e quando a população procura atendimento, não encontra médicos”, afirmou na comissão geral promovida pela CLDF em (06/08).

“A proposta orçamentária elaborada em 2014 era de R$ 9,8 bilhões. Esse valor caiu para R$ 5,9 bilhões na Lei Orçamentária Anual. Há pouco disponível para custeio e menos ainda para investimento. Hoje o pagamento de pessoal representa 81% da nossa despesa. Pode sim haver falhas nas escalas e no pagamento de horas extras, mas não teremos como diminuir essas despesas de forma considerável”, afirmou o secretário de Saúde do DF, Fábio Gondim na Comissão geral.

Vamos aos demais números, registrando que as três especialidades acima, entram no total final:

Especialidade Horas extras Mensais Valor da Horas Extras Mensais
Ginecologia e Obstetrícia  2.629  R$ 468.433,49
Anestesiologia  2.276  R$ 400.580,96
Ortopedia e Traumatologia  1.938  R$ 317.246,75
 Generalista  1.274  R$ 228.134,60
Cirurgia Geral  1.326  R$ 218.629,64
Intensiva  889  R$ 130.081.36
Urologia  365  R$ 52.485,34
 Nefrologia  327  R$ 47.818,92
Cardiologia  219  R$ 40.583,66
Psiquiatria  216  R$ 40.018,02
Medicina do Trabalho  169  R$ 35.532,30
Cirurgia Pediátrica  176  R$ 29.147,34
Neurologia  118  R$ 18.239,19
Anatomia Patológica  112  R$ 14.398,00
Neurocirurgia  81  R$ 11.952,97
Intensivista Pediátrica  81  R$ 11.584,79
Oftalmologia  65  R$ 10.791,33
Gastroenterologia  64  R$ 10.378,45
Médico da Família  60  R$ 8.628,38
Hematologia  42  R$ 6.211,10
Pneumologia  33  R$ 4.693,00
 Total  30.550  R$ 5.159.731,48

São quatro mil e quatrocentos e sessenta e cinco médicos efetivos (4.465), trezentos e noventa e sete temporários (397), totalizando quatro mil oitocentos e sessenta e dois (4.862) servidores médicos na Saúde do DF.

Não adianta nomear médicos em áreas administrativas como sempre foi a pratica.

A saúde do DF precisa de um gestor capaz de colocar ordem na pasta com ferramentas gestoras, realocando cada qual em seu quadrado de atuação profissional.

Veja também, horas extras gasta com profissionais de enfermagem. Clique aqui.

É preciso entregar as escalas dos profissionais a uma consultoria de RH terceirizada para um amplo estudo e planejamento da força de trabalho, com foco na economia das horas extras.

Fonte: SES-DF – Lei de Acesso a Informação.

Leave a Comment