Em terraço de hospital no DF paciente toma banho de balde em maca

Por: Ivan Rodrigues

Hospital Regional de Taguatinga-HRTQuem já não ouviu falar do concurso ‘Garotas da Laje’ apresentado pelo Faustão? Agora imaginem o ‘paciente da laje’. É isso mesmo! Aconteceu em Brasília.

Ragner Silva acompanhava sua filha de (08) anos no Hospital Regional de Taguatinga quando resolveu ir ao terraço da ortopedia para fumar quando se deparou com um paciente em uma maca tomando banho com duas latas d’águas.

“É uma pouca vergonha”, declara Ragner ao ver a cena.

Ao G1. Silva disse que faltava água na unidade de saúde. “Falei para o médico que o rapaz estava sentindo dor”. Ele virou na minha cara e falou: “Não mandei levar tiro, alguma coisa boa não devia estar fazendo”. Isso é coisa que se fale? Estamos ali para ser curados. O restante, se for o caso, resolve com a Justiça.”

“E eu não acho que ele era ladrão, não, porque não estava algemado, não tinha policial. Fosse como fosse, o médico não devia dizer isso”, declarou o prestador de serviços Ragner Silva.

De acordo com Silva, um amigo do paciente se sensibilizou com a situação e conseguiu duas latas de água junto com um vigia de carros. A Secretaria de Saúde afirmou em nota que o registro não corresponde à realidade do tratamento oferecido no local. O paciente passou por cirurgia e já recebeu alta.

“Pela fratura apresentada, o paciente deveria fazer a higienização em seu leito, diariamente, mas não na área externa como mostra o vídeo. O banho inadequado, possivelmente, foi apoiado por um segurança da unidade e os gestores farão a devida responsabilização assim que comprovarem todas as informações”, diz o texto.

O site. As devidas responsabilizações pressupõem desde a negativa do médico no atendimento da dor de seu paciente, passando pelo chefe da unidade, chegando até a direção do hospital, uma vez que, vigilante patrimonial não deve se envolver sobre a assistência.