Legalidade e Razoabilidade no GDF: empresas exigem continuidade de contratos imorais

Legalidade e Razoabilidade A Administração Pública Gerencial reluta em sucumbir em ingerência na contratação de serviços prestados por empresas.

O princípio da economicidade da Administração Pública vai de encontro aos interesses de deputados distritais, nos casos de processos licitatórios de dispensa de licitação para situações emergenciais e regulares, nas seguintes prestações de serviços: vigilância armada e desarmada, limpeza, lavanderia, alimentação e recepcionistas, celebrados entre a Secretaria de Saúde e as seguintes empresas: Confederal, Dinâmica e APECÊ.

Atualmente o orçamento da Secretaria de Saúde para pagamentos de prestações de serviços emergenciais e regulares disponível é no valor de: R$ 136.380,324,57 (cento e trinta e seis milhões, trezentos e oitenta mil, trezentos e vinte quatro reais e cinquenta e sete centavos).

A suplementação para a continuidade dos serviços contratados seria na ordem de R$ 518.063.900,65 (quinhentos e dezoito milhões, sessenta e três mil, novecentos reais e sessenta e cinco centavos).

Segue os contratos das empresas com os devidos valores:

Serviços de Vigilância Emergencial: R$ 83.369.437,44 (oitenta e três milhões, trezentos e sessenta e nove mil, quatrocentos e trinta e sete reais e quarenta e quatro centavos).

Serviços de Vigilância Regular: R$ 175.471.765,56 (cento e setenta e cinco milhões, quatrocentos e setenta e um mil, setecentos e sessenta e cinco reais e cinquenta e seis centavos).

Serviços de Limpeza Emergencial: R$ 72.362.828,72 (setenta e dois milhões, trezentos e sessenta e dois mil, oitocentos e vinte e oito reais e setenta e dois centavos).

Serviços de Lavandeira Regular: R$ 80.146.800,00 (oitenta milhões, cento e quarenta e seis mil, oitocentos reais).

Serviços de Alimentação: R$ 254.100.002,22 (duzentos e cinquenta e quatro milhões, cem mil, dois reais e vinte e dois centavos).

Serviços de Recepcionista Emergencial: R$ 3.052.315,92 (três milhões e cinquenta e dois mil, trezentos e quinze reais e noventa e dois centavos).

Diante dessa situação as citadas empresas que são de propriedades familiares de alguns deputados distritais, têm pressionado a SES no sentido da manutenção e continuidade das prestações de serviços, para as quais não há orçamento em caixa, e que foram contratadas sem pesquisa de preços, bem como sem prévia informação de disponibilidade real de recursos, essas ações têm proporcionado um desequilíbrio econômico-financeiro no âmbito da SES.

Legalidade e Razoabilidade

Contrato que entre si celebram o Distrito Federal, por intermédio da Secretaria de Estado de Saúde, e a empresa Sanoli Indústria Comércio de Alimentação LTDA. 

Legalidade e Razoabilidade Sanoli 3 Sanoli 4 Sanoli 5 Sanoli 6

Caução empresa Sanoli

2 Comentários

  • DJALMA DE CARVALHO LUSTOSA GUEDES disse:

    Prezado Ivan Rodrigues,

    Essa situação é muito fácil de se resolver, a solução é o GDF, dar publicidade a essas Licitações Emergenciais, ao invés de publicar os editais as escondidas, o GDF deveria disponibilizá-los na internet para que todos tenham acesso, assim atrairia mais empresas e consecutivamente o preço cairia, pois teria concorrência, afinal se pegarmos os processos licitatórios referente a esses contratos emergenciais, verificaremos que são sempre as mesmas empresas que participam, portanto não tem necessidade de se acabar com os contratos emergenciais não, tem sim que dá PUBLICIDADE aos mesmos.

    Atte.

    DJALMA

Leave a Comment