Coração de Manifestante

Por: Ivan Rodrigues

Manifestantes se concentram para protesto

Rio de Janeiro – Manifestantes já estão concentrados, na Igreja da Candelária, no centro do Rio, para um protesto batizado de Um Milhão pela Educação. A maior parte do público é formado por professores municipais e estaduais, estudantes, bancários e petroleiros. As categorias decidiram fazer um ato unificado em defesa do ensino.
Os manifestantes pretendem seguir pela Avenida Rio Branco, uma das principais do centro, até a Cinelândia, em frente à Câmara dos Vereadores. O local foi palco, no último dia 1º, de uma violenta repressão da Polícia Militar (PM) aos representantes do magistério e também a outros manifestantes, muitos deles integrantes do grupo Black Bloc, durante votação do plano de cargos e salários do magistério municipal enviado pela prefeitura.
O comércio na região central continua funcionando, mas todas as agências bancárias estão protegidas por chapas de compensado, para evitar que virem alvo de depredações. A PM já está presente, mas com um efetivo mais discreto do que nas demais manifestações. O governador Sérgio Cabral tem respondido, em entrevistas, que é preciso separar os professores dos manifestantes que promovem vandalismo, para que os representantes do magistério sejam atingidos pela repressão policial.
Edição: Fábio Massalli
Agência Brasil

Comentários