Marli do SindSaúde pede inclusão de Educador Físico na carreira de saúde do DF

Por: Redação

A solicitação foi enviada ao governador Ibaneis Rocha pela presidente licenciada do SindSaúde DF, e pré-candidata a deputada federal, Marli Rodrigues(MDB). Ela sustenta que a inclusão do Educador Físico no quadro da SES/DF, aprimora o SUS e beneficia a população
A solicitação foi enviada ao governador Ibaneis Rocha pela presidente licenciada do SindSaúde DF, e pré-candidata a deputada federal, Marli Rodrigues(MDB). Ela sustenta que a inclusão do Educador Físico no quadro da SES/DF, aprimora o SUS e beneficia a população

A presidente licenciada do SindSaúde e pré-candidata a deputada federal, Marli Rodrigues (MDB), protocolou o pedido de criação e inclusão do cargo do Educador Físico no quadro de servidores da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF).

A reivindicação foi feita por ofício, endereçado diretamente ao governador Ibaneis Rocha(MDB)

Na opinião de Marli, a institucionalização dos educadores físicos na lista de profissionais de saúde é uma demanda que, segundo ela, vai aprimorar o Sistema Único de Saúde(SUS) e beneficiar toda a população.

“Atualmente, esse é um tipo de acompanhamento profissional que falta nas Unidades
Básicas de Saúde (UBS). Praticamente todos os médicos indicam a prática de atividade
física como uma importante ação de prevenção de doenças e de promoção da saúde
mental, mas não existem profissionais na rede pública, capacitados para oferecer esse tipo
de acompanhamento”, ressalta Marli.

O pedido (abaixo) foi motivado pela criação da política de Incentivo de Atividade Física
(IAF), do Ministério da Saúde ₋ iniciativa que prevê o repasse financeiro para que sejam
implementadas ações de promoção de atividades físicas nos municípios brasileiros.

Ela defende que “precisamos contar com o SUS na nossa necessidade cotidiana de fazer atividade física e ter uma saúde mental equilibrada”.

A sindicalista licenciada também propôs que o Governo do Distrito Federal (GDF) se credencie
para receber recursos do Incentivo de Atividade Física (IAF), do Ministério da Saúde, destinados à contratação de profissionais de educação física, readequação de espaços para a prática de exercícios e compra de materiais.

Marli destacou que estão previstos investimentos de cerca de R$ 100 milhões para todo o país. O recurso por profissional pode chegar a R$ 2 mil, dependendo da modalidade escolhida.

Comentários