Senhores deputados e senadores faltam exatos 318 dias para que deixem a cadeira do parlamento

Por: Ivan Rodrigues

A frase clássica na política que se aplica aos parlamentares que prometeram e não cumpriram é: “2022 é logo ali”. Situação que serve de exemplo também para os que assumirão em 2023, lembrando-os que: “2026 é logo ali”.

Com a proximidade do pleito eleitoral de 2022, faltando apenas 228 dias, pois as eleições serão realizadas no dia 2 de outubro, segundo calendário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), primeiro turno e eventual segundo turno no dia 30; cresce o desespero daqueles que fizeram do poder coisa personalista, familiar e intransferível.

Acontece que em razão do poder das redes sociais, os parlamentares que desonraram suas promessas e traíram seus apoiadores sabem que a fatura política vai chegar nas urnas como resposta a confiança que lhes foi depositada e que Vossas Excelências não honraram.    

Muitos deixarão o prefixo de deputado e senador passando a ser chamado pelo nome de batismo: Eduardo, Daniel, Jaqueline, José, Maria, Reginaldo, Israel, Paula… é logo ali, em 2 de outubro.

Os parlamentares não reeleitos deixarão o mandato em 31 de dezembro de 2022.

Comentários