DF: Enfermagem nas eleições de 2022

Por: Ivan Rodrigues

Ivan Rodrigues

A corrida eleitoral de 2022 será uma eleição atípica por conta da pandemia da Covid-19 que coloca os profissionais de enfermagem como protagonistas a ocuparem cadeiras nas Câmaras Legislativa e Federal, no caso da capital federal (Brasília). 


O mundo inteiro tem assistido a dedicação e o compromisso que esses valorosos profissionais têm para com a vida humana, muitas vezes, até perdendo as suas vidas, em razão da vocação, sacerdócio e amor à profissão e ao próximo. 

Talvez também tenha interesse: Dois enfermeiros foram eleitos prefeitos e 35 profissionais de enfermagem assumirão como vereadores


Atualmente, temos bons nomes no Conselho Federal de Enfermagem – (Cofen); Conselho Regional de Enfermagem do Distrito Federal – (Coren)Sindicato dos Enfermeiros do Distrito Federal e também nomes avulsos de destaques. Mas lógico, quando uma entidade está envolvida, as chances de sucesso sobrepõem os esforços individuais.  


As pautas dessa categoria há anos, são negligenciadas nas Casas Legislativas do Brasil, a exemplo das 30 horas semanais e a instituição de um piso salarial para os ditos ‘heróis da pandemia da Covid-19‘ – que merecem mais do que isso, diante de um Congresso Nacional que finge reconhecer seus esforços não aprovando suas pautas históricas por melhores condições de trabalho e salário. 

Quantitativo de profissionais de enfermagem no Brasil

São: 2.503.834 profissionais de enfermagem no Brasil.


Que até 2022, a enfermagem possa ousar com homens e mulheres dispostos a carregarem a Lâmpada da profissão nas Casas Legislativas como parlamentares eleitos que lutarão por uma saúde digna para todos os brasileiros.  

Comentários