DF: 48.884 cirurgias realizadas mesmo com pandemia

Por: Ivan Rodrigues

Dados somente de janeiro a setembro deste ano, com 48.884 procedimentos realizados, só não superam o mesmo período de 2019

Produção cirúrgica na rede pública

Levantamento da própria Secretaria de Saúde mostra que os hospitais do DF atingiram, de janeiro a setembro de 2020, a segunda melhor marca de cirurgias realizadas em 11 anos.

Os números não superam os dados cirúrgicos do mesmo período de 2019, quando foram realizadas 51.673 cirurgias. De janeiro a setembro de 2018, foram 47.469 cirurgias realizadas nos hospitais do Distrito Federal.

Leia: Passo a passo sua marcação de consulta no DF

Veja as cirurgias eletivas que foram retomadas: ginecológicas, urológicas e vasculares. As cirurgias oftalmológicas voltaram a ser feitas no Base, Gama e Taguatinga.

A pasta informa que os procedimentos cardíacos, oncológicos, transplantes mesmo judicializados não deixaram de ser feitos. Permanecem suspensas as cirurgias de outras especialidades. A retomada será de forma gradual e segurança tanto para os pacientes quanto para os profissionais de saúde, conforme previsto no Plano de Contingência do Distrito Federal.

O Hospital Regional de Taguatinga (HRT) realizou entre janeiro e setembro deste ano, 280 cirurgias gineco-oncológicas. Foram 100 procedimentos a mais que no mesmo período de 2019, um crescimento de 56%. Em três dias, 44 pacientes que estavam internados na ortopedia passaram por cirurgia.

Foram feitos no HRT mutirões de cirurgias da campanha Outubro Rosa, beneficiando 40 mulheres. Novembro Azul, foram 21 pacientes operados; mais de 120 cirurgias urológicas neste ano.

Hospital Regional de Ceilândia – em outubro realizou 196 cirurgias ortopédicas, aumento de 21% em relação ao mesmo mês em 2019, quando foram realizadas 162. Fez também mais 318 cirurgias, entre ortopédicas, ginecológicas e de cirurgia geral.

Comentários