Laboratório oferece 20 mil reais para quem topar ser infectado com coronavírus

10 de Março de 2020

Por Guilherme Preta, editado por Cesar Schaeffer

Queen Mary BioEnterprises Innovation Centre busca tratamentos mais eficazes para a cura da doença

Você estaria disposto a ser infectado com o coronavírus e ser pago por isso em prol de um bem maior? O Queen Mary BioEnterprises Innovation Centre, um laboratório de Londres, está a procura de 24 voluntários para injetar o coronavírus. O objetivo é testar a eficácia de uma vacina em desenvolvimento.

Os participantes que aceitarem o desafio serão recompensados com 4 mil euros, cerca de R$ 21.405. Antes de serem selecionados, os candidatos vão passar por uma bateria de exames.

Os selecionados vão receber duas doses mais fracas do vírus, que devem causar alguns sintomas respiratórios leves, e depois receberão vacinas tanto novas, como já existentes. Depois disso, ficarão em quarentena de 14 dias antes de testados novamente para verificar a eficácia do tratamento. Os resultados vão ajudar os pesquisadores a se concentrarem nos tratamentos mais eficazes para acelerar a cura da Covid-19.

Reprodução

O laboratório é apenas um dos 20 que estão na corrida global para encontrar uma vacina o mais rápido possível. “As empresas de medicamentos podem ter uma ideia muito boa dentro de alguns meses após o início de um estudo de vacina, trabalhando ou não, usando uma amostra tão pequena de pessoas”, afirmou Andrew Catchpole, principal cientista da pesquisa.

Antes de sair injetando as cobaias, o teste espera aprovação da Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde do Reino Unido. Por mais rápido que se iniciem os testes, os especialistas concordam que é impossível que a vacina fique pronta a tempo para combater a atual epidemia.

Contato: Queen Mary BioEnterprises Innovation Centre

Leave a Comment