Sem a Câmara Legislativa do Distrito Federal governador exerceria o regime totalitário

Os defensores do fim da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), reprovaram ou faltaram as aulas de história.

Imaginem um governo capaz de controlar de forma absoluta os diversos setores como os meios de comunicação, órgão de segurança, o sistema econômico, a liberdade de ir e vir entre outros direitos individuais e coletivos a exemplo do que ocorre na China, Cuba e Coréia do Norte.

As nações totalitárias são socialistas e comunistas onde não pode haver oposição, pois seus governos prendem, torturam ou matam os opositores ao regime.

Totalitarismo é caracterizado por um sistema político no qual o Estado, normalmente fica sobre o controle de uma única pessoa, podendo ser um político, facção, ou, de uma classe social dominante – banqueiros – desconhecendo limites à sua autoridade. O totalitarismo se confunde com o autoritarismo.

Antagonicamente ao possível Totalitarismo governamental do Executivo temos o Senado Federal, a Câmara dos Deputados, a Câmara Legislativa, as Câmaras Municipais e as Assembleias Legislativas.

Fazer a defesa do indefensável é antidemocrático de não direito de fazer.

Leave a Comment