Ajudou a mulher a morrer reabrindo o debate sobre a ‘eutanásia voluntária’


María José Carrasco, de 61 anos e o marido Angel Hernandez, 69 anos

O suicídio assistido de Maria José Carrasco, doente terminal, com a ajuda de seu marido, Angel Hernandez, e a sua subsequente detenção em Madrid reabriram o debate sobre a descriminalização da eutanásia, uma questão que foi parada no Parlamento.

Por mais de três décadas com esclerose múltipla e diagnosticada com 32 anos, Carrasco tinha expressado a seu conjuge “diversas vezes” o seu desejo de morrer e finalizar o sofrimento causado por esta doença degenerativa que atualmente não existe cura.

Leave a Comment