SES-DF gasta mais de R$ 6,5 milhões por mês em horas extras com enfermagem

Secretaria de Estado de Saúde do Distrito FederalO valor que a secretaria de Saúde do Distrito Federal gasta em horas extras por mês com os profissionais de enfermagem daria para nomear 350 enfermeiros e 1.500 técnicos de enfermagem aprovados em concursos.

Mas este não é mais o plano de governo do governador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), sua equipe trabalha com vistas à terceirização do serviço de saúde, tendo por exemplo o Hospital da Criança de Brasília.

Horas extras despendidas com Enfermeiros SES-DF.

Enfermeiros Horas extras mês Valor
Total 28.167 R$ 2.365.219,40
Economia R$ 1.685.376,00

O site teve acesso ao montante despendido em horas extras com os próprios enfermeiros da pasta, o valor daria para contratar (350) novos profissionais para substituir as horas extras (28.167) causando um impacto financeiro positivo de R$ 1.685.376,00 milhões à SES-DF.

Horas extras despendidas com técnicos de enfermagem SES-DF.

Técnico de Enfermagem Horas extras mês Valor
107.891 R$ 4.311.432,00
Economia R$ 921.653,40

O montante financeiro despendido em horas extras com os próprios técnicos de enfermagem da pasta daria para contratar (1.500) novos profissionais para substituir as horas extras (107891) causando um impacto financeiro positivo de R$ 3.389.778,60 milhões à SES-DF.

O total gasto em horas extras com a enfermagem chega a R$ 6.676.651,14 (Seis milhões, seiscentos e setenta e seis mil, seiscentos e cinquenta e um reais e quatorze centavos).

Se o GDF opta-se hoje, por nomear os  – 1.850 novos profissionais de enfermagem para seus quadros – teria um impacto financeiro positivo em seus cofres de R$ 5.075.154,46 (Cinco milhões, setenta e cinco mil, cento e cinquenta e quatro reais e quarenta e seis centavos).

Quadro atual de enfermeiros da SES-DF: São 3.235 sendo 86 temporários em processo de demissão.

Quadro atual de técnicos de enfermagem da SES-DF: São 9.935 sendo 389 temporários em processo de demissão.

Por meio da Assessoria de Comunicação (ASCOM), a Secretaria de Saúde explicou que nomeou 715 profissionais para cobrir vagas em vacância por aposentadorias, óbitos, ou fim de contrato, além de suprir déficits.

Ainda segundo a SES-DF, na primeira convocação, de 205 profissionais entre médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem, apenas 167 tomaram posse, Na segunda chamada, de 510 profissionais, 338 foram empossados, o que totalizou 505 novos servidores nos quadros da Secretaria, nas duas convocações.

Veja também, horas extras gasta com médicos. Clique aqui.

Com a palavra o Ministério Público, o Tribunal de Contas e o Conselho de Saúde do Distrito Federal.

Fonte: SES-DF – Lei de Acesso a Informação.

3 Comentários

Leave a Comment