Lula está fora das eleições de 2018

Miguel Schincariol/AFP

PT registra hoje, a candidatura do ex-presidente Lula, preso por condenação na segunda instância e sujeito à Lei da Ficha Limpa.

 

Segundo a presidenta do TSE, na noite desta terça-feira (14), Rosa Weber, a resolução permite o indeferimento “de ofício” em caso de não haver impugnação. Se uma candidatura não sofrer impugnação “questionamento” pode ser indeferida “de ofício” pelo ministro relator, isto é, sem a necessidade de abertura de processo e de julgamento pelo plenário.

 

Pode haver ou não impugnação. Se não houver impugnação, há resolução do TSE no sentido de que pode haver o exame de ofício”, declarou Rosa Weber.

 

O antecessor de Rosa Weber na presidência do Tribunal, ministro Luiz Fux, defende o mesmo entendimento reafirmado que condenados em segunda instância estão inelegíveis.

 

O PT mesmo sabendo da inelegibilidade de seu candidato, pretende levar a candidatura de Lula, até próximo de 5 de setembro, data limite para a impugnação. Tendo um total de mais 12 dias para fazer a sua substituição (17  de setembro), consagrando-o na história política do Brasil na visão petista de ser.  

 

Leave a Comment