Entrevista | Por que os governadores de Brasília não são mais reeleitos. Teoria das fraldas?

O governador do Distrito Federal Rodrigo Rollemberg (PSB) concedeu entrevista para a Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno (ABBP), na manhã de ontem (4/12). O encontro foi realizado no Palácio do Buriti.

Na coletiva o governador Rodrigo Rollemberg falou dos investimentos realizados em parceria com o Estado de Goiás para a região do Entorno, sobre o que o seu governo tem feito em relação à saúde pública, crise hídrica no DF e faz uma rápida avaliação da crise financeira herdada pelas gestões anteriores.

O site #SaúdeDireitosSociais&Inovações esteve presente com na pessoa do blogueiro Ivan Rodrigues.

Saúde pública

“Os processos de aquisição de medicamentos de concertos de equipamentos tem uma dificuldade muito grande se você for pelo modelo tradicional. Nós vamos entregar o hospital da Criança, hospital novo com 220 novos leitos, 38 leitos de UTI pediátrica que vai atender toda demanda de alta e média complexidade de pediatria do Distrito federal”.

“O converte é uma revolução na saúde, as pessoas vão sentir a médio prazo a revolução na saúde que o converte vai produzir com a melhoria da atenção primária. A gente reconhece todos os problemas da rede pública para o atendimento de câncer, mas quero registrar, que hoje a fila de mamografia está zerada, nós hoje temos mais de uma dezena de mamógrafo funcionando na rede pública de saúde do Distrito federal. A fila de radioterapia foi reduzida, e agora tivemos o acelerador-linear inaugurado no hospital Universitário de Brasília (HUB) na última semana, numa parceira do ministério da Saúde com a Universidade de Brasília (UNB)”.

“Nós já apresentamos os projetos para a construção do hospital Oncológico de Brasília (HOB), portanto eu tenho a convicção que nós vamos dar uma contribuição significativa para melhor a situação dos pacientes com câncer que se tratam pelo Sistema Único de Saúde no Distrito Federal”, disse Rodrigo Rollemberg.

Concurso FEPECS    

“Bom, a FEPECS, eu não tenho a informação agora para lhe dar sobre a FEPECS, o que eu posso assegurar é que nós teremos outras contratações da saúde. Não sei se já tem concurso para a FEPECS, isso será objeto de uma avaliação junto ao secretário de Saúde, não tinha conhecimento dessa demanda”.

#SaúdeDireitosSociais&Inovações questionou a Secretaria de Saúde do DF sobre a falta de concurso público na Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (FEPECS),  que em nota respondeu.  

A Secretaria de Saúde do DF informa que há um processo em tramitação que trata da elaboração do Projeto de Lei para se criar um quadro de servidores da Fepcs. Assim que finalizado o PL vai para aprovação da Câmara.
 
Att,

Entorno

“Não teve nenhum governo na história de Brasília que tenha trabalhado de forma tão integrada com o Entorno. Esse é um depoimento do próprio governador Marconi Perillo (PSDB-GO) que já governou o Estado de Goiás por quatro vezes.”

Transporte

“Nós temos conversado com o governador Marconi Perillo e com a Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT) no sentido de integrar o transporte público entre os municípios do Goiás e o DF. Os estudos técnicos do trem de média velocidade entre Brasília e Luziânia estão concluídos e deve ser iniciado o processo de licitação para a construção desse trem. Os estudos para a transformação do trem de passageiros entre Brasília e Luziânia estão em curso.”

BRT DF/Goiás

“Estive com o governador Marconi Perillo pelo menos umas cinco vezes para tratar do BRT entre Santa Maria e Luziânia. O problema é que o consórcio que ganhou a exploração da BR 040 tem dificuldades em função desse momento político e econômico.”

Barragem do descoberto

“Toda a rede de esgotos de Águas Lindas foi feita pela Caesb. Nós já inauguramos a estação de tratamento de esgotos de Águas Lindas que é a mais moderna do Brasil. E que contribui para garantir a qualidade das águas da barragem do descoberto e a qualidade de vida da população.”

Crise hídrica 1

“Nos estamos fazendo, com a parceria do Estado de Goiás, a captação da estação de tratamento de Corumbá, uma obra de 540 milhões de reais, metade custeado pelo DF e a outra metade pelo Goiás. A parte do DF esta bastante avançada. A parte de Goiás também esta ganhando um ritmo elevado. Nossa expectativa é de inaugurar até o final do ano que vem.”

Crise hídrica 2

“A obra de Corumbá oferecerá água para Luziânia, Cidade Ocidental, Valparaíso e Novo Gama, no Estado de Goiás, e no DF, em Santa Maria, Gama e Recanto das Emas.”

Nascentes

“Iniciamos um programa de recuperação das nascentes na bacia do descoberto. Serão 240 nascentes recuperadas em parceria com a fundação Banco do Brasil.”

Barragem de Santa Maria

“Algumas cidades que antes eram abastecidas pela barragem do descoberto hoje estão sendo abastecidas pela barragem de Santa Maria. Com a inauguração das duas unidades de captação de água que inauguramos no Paranoá e no Bananal, cidades como, Guará 1 e 2, Candangolândia, Núcleo Bandeirante e parte de Águas Claras já estão sendo abastecidas por Santa Maria, e com isso existe uma redução do volume de água que sai do descoberto.”

Canal do rodeador

“Aprovamos na Câmara Legislativa o financiamento de recursos que irão permitir a construção da tubulação de canais importantes como o canal do rodeador, que terá uma extensão de 12 quilômetros.”

Parceria DF e Goiás

“Tirando a barragem do Corumbá que é uma obra muito importante que foi feita pelo Governo de Brasília e que serve para o DF e o Goiás, quais são as outras obras de grande magnitude que foram realizadas por outros governos promovendo essa integração entre o DF e o Goiás?”

Crise financeira 1

“Encontramos um governo financeiramente sucateado em função da má gestão e em função da irresponsabilidade fiscal. Estamos arrumando a casa. Quando começamos o governo o DF tinha uma das situações mais difíceis do país naquele momento. Tivemos que tomar medidas duras e não titubeamos em toma-las.”

Crise financeira 2

“Enquanto o Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e outras unidades da Federação estão parcelando salários dos servidores públicos, os salários no DF estão em dia. Estamos aos poucos acabando com a divida que herdamos do governo passado. Estamos aproximando cada vez mais a data de pagamento dos fornecedores e dos prestadores de serviço. Brasília esta retomando a sua atividade econômica.”

Reeleição

“Estamos preparados para enfrentar o debate com qualquer candidato. Até mesmo porque alguns que estão se apresentando como pré-candidatos são os responsáveis pela instalação do caos que encontramos na cidade. Seja pela construção irresponsável de um estádio de quase 2 bilhões de reais, que não tem praticamente serventia alguma. Seja pelos desvios que estão sendo investigados.”

Governo correto

“O nosso governo é um governo correto, um governo que teve coragem de tomar as medidas necessárias e hoje nos temos uma cidade equilibrada.”

Rodrigo Rollemberg e a teoria Eça de Queiroz, políticos e fraldas? 

Políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos, pelo mesmo motivo.

Joaquim Roriz (PMDB), governador eleito em 1991; eleito novamente em 1999 e reeleito em 2006.

Cristovam Buarque (PT), eleito em 1995, não reeleito.

Maria de Lourdes Abadia (PSDB), vice-governadora eleita que assumiu (2006) após a saída do cargo de Joaquim Roriz.

José Roberto Arruda (PFL/DEM), eleito em 2007, posteriormente cassado 2010.

Paulo Octávio (DEM), vice-governador eleito na chapa com José Roberto Arruda que renunciou ao cargo em 2010.

Wilson Lima (PR), governador interino eleito pela Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), em 23 de fevereiro de 2010, fim do mandato em 19 de abril de 2010.

Rogério Rosso (PMDB), governador eleito indiretamente pela (CLDF), em 19 de abril de 2010 até 1º de janeiro de 2011. 

Agnelo Queiroz (PT), governador eleito em 1º de janeiro de 2011, até 1º de janeiro de 2015, não reeleito.

Rodrigo Rollemberg (PSB), eleito em 1° de janeiro de 2015, mandato até 1º de janeiro de 2019, reeleito? As urnas dirão.

 

Por Ivan Rodrigues com informações de Sandro Gianelli presidente da ABBP.

Leave a Comment