Recall da Homossexualidade

Pastor e deputado Rodrigo Delmasso (Podemos), que tenta criar a Semana da Difusão da Cultura Heterossexual em Brasília, que já viveu experiência homossexual na juventude. “Hoje tenho consciência e propriedade para dizer que as pessoas nascem heterossexuais e podem optar por serem homossexuais”.

Recentemente, em audiência no dia 15 de setembro, o juiz federal da 14ª Vara do Distrito Federal Waldemar Cláudio de Carvalho concedeu liminar que abre brecha para que psicólogos ofereçam a terapia de reversão sexual, mais conhecida como ‘cura gay’, tratamento proibido pelo Conselho Federal de Psicologia desde 1999. A psicóloga obteve parecer favorável da Justiça para fornecer o tratamento.

O magistrado não considerou a norma que proíbe a ‘cura gay’ como inconstitucional, disse entender que os profissionais não podem ser censurados por fornecer o atendimento. 

Visando garantir a heterossexualidade  de nossa sociedade e a erradicação dessa “doença” denominada – LGBT – que assola o mundo e os nossos medos, dar-se o início ao chamamento pelo qual o fornecedor de (almas) e criador de toda a existência, Deus, manda informa a essa comunidade de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros sobre a convocação para sanar os defeitos encontrados em todos os ‘produtos de concepção’. 

O objetivo essencial desse recall é de proteger a família, preservar os bons costumes, a integridade mental de nossos filhos, além de evitar e minimizar os prejuízos já causados no seio social.

Quando um ‘produto de concepção’ for considerado defeituoso, de acordo com a ‘Lei divina’ o fornecedor/criador autoriza as imediatas intervenções necessárias acerca da correção dos problemas identificados.

No Brasil, o recall fica vinculado aos legalistas religiosos e alguns setores da ciência com previsão e amparo em suas crenças e entendimentos de reversão dessa orientação/doença. 
Sempre que esses tiverem conhecimentos de ‘produtos de concepção’ com periculosidade à família tradicional, deverão assegurar que estes defeitos não se espalhem nem contaminem a sociedade.
Vivemos em uma sociedade cada vez mais perniciosa e longe de 1º  Coríntios 13,  “Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor”.

Ivan Rodrigues é enfermeiro, heterossexual e blogueiro  pelo simples prazer de informar


   

 

Leave a Comment