PSB e REDE devem passar por processo de fusão das legendas

REDE e PSBO Partido Socialista Brasileiro (PSB) e a REDE Sustentabilidade podem se fundirem após avaliações do desempenho das siglas no processo eleitoral de 2018.

Os presidentes, Carlos Siqueira, do PSB, e Marina Silva, da REDE, têm mantido conversas reservadas sobre a fusão das legendas.

Com a união dos partidos, a possível nova legenda pretende se igualar às grandes legendas no congresso nacional com maior poder de influências nas instâncias colegiadas da casa.

O PSB possui atualmente 04 senadores, 03 governadores e 36 deputados federais.

A REDE Sustentabilidade, com apenas 03 anos de existência, possui 01 senador e 04 deputados federais.

As conversas sobre a fusão do PSB com outras legendas tiveram início em 2014, entre o falecido Eduardo Campos, que era do PSB, e Roberto Freire do PPS.

O processo de aproximação ficou claro quando o PPS participou da coligação que lançou a candidatura de Eduardo Campos à Presidência da República e apoiou a candidatura de Marina Silva.

Ainda não foi definido nada sobre a fusão. Esses processos são decididos em congressos extraordinários.

PSB e Marina Silva estão juntos mesmo antes da criação da REDE. Há assimetrias e divergências nas duas siglas, mas ambas almejam o poder.

Leave a Comment