Concurso de receitas de alimentação escolar

Nutrição

Competição selecionará as cinco melhores receitas servidas nas escolas públicas de educação básica de todo o País

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) prorrogou o prazo de inscrição do concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar para o dia 26 de junho. Os interessados devem se inscrever pela internet.

A iniciativa, promovida pela autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC), tem como objetivo valorizar o papel das merendeiras e merendeiros na promoção da alimentação saudável e adequada no ambiente escolar.

No momento da inscrição, os interessados precisam inicialmente inserir CPF e o código Inep da escola onde atua. Em seguida, basta preencher dados adicionais e informações sobre a receita inscrita, como ingredientes, medidas e modo de preparo. É preciso também incluir uma atividade de educação alimentar e nutricional desenvolvida na escola e relacionada à receita cadastrada.

O concurso vai selecionar as cinco melhores receitas servidas nas escolas públicas de educação básica de todo o País – uma por região. “As merendeiras são essenciais para o sucesso do Programa Nacional de Alimentação Escolar, o Pnae, que oferece 50 milhões de refeições diárias aos alunos das escolas públicas”, afirma o presidente do FNDE, Silvio Pinheiro.

Etapas 

O concurso terá quatro fases, a primeira delas é eliminatória. Só podem participar da iniciativa redes de ensino que alcancem uma pontuação mínima em relação a critérios relevantes da execução do Pnae, como adquirir produtos da agricultura familiar e possuir nutricionista responsável técnico cadastrado no FNDE, entre outros aspectos. 

Quem não alcançar a pontuação indicada, no edital, não poderá participar do concurso.

Depois, vem a etapa estadual, onde serão selecionadas as cinco melhores receitas de cada Unidade da Federação, num total de 135. Na fase seguinte, na disputa regional, cada região escolherá três receitas que concorrerão na fase final, no fim de outubro.

A seleção das melhores receitas, na etapa estadual e regional, ficará a cargo de nutricionistas cadastrados e presidentes de conselhos de alimentação escolar. Os votos devem ser feitos na página eletrônica do concurso e precisam seguir quatro critérios básicos: criatividade; valorização de hábitos locais; inclusão de alimentos saudáveis e a possibilidade de replicação da receita no contexto da alimentação escolar.

Na etapa nacional, as 15 receitas finalistas serão preparadas e degustadas por um júri composto por cinco pessoas: um estudante da rede pública acima de 12 anos, um nutricionista, um conselheiro de alimentação escolar, um chefe de cozinha reconhecido pela crítica e um representante das entidades parceiras do Pnae.

O júri vai apontar, então, as cinco receitas vencedoras do concurso, uma por região. Os campeões receberão um prêmio de R$ 4.800 e uma viagem internacional.

Fonte: Portal Brasil, com informações do FNDE

Leave a Comment