Vídeo Policial saca arma para médico em Hospital de Brasília após agressões mútuas

O filho do policial militar que aguardava para ser operado hoje, 08/04, no Hospital Regional de Santa Maria,  Gabriel Pereira da Silva de 23 anos, teve sua cirurgia cancelada em razão de ter comido.
 
Revoltado com o cancelamento da cirurgia seu pai invadiu o Centro Cirúrgico da unidade ameaçando os profissionais, inclusive quem não tinha nada a ver com a situação.
 
O médico da unidade, Dr Samir, tentou dialogar com o policial exaltado que não aceitava o cancelamento do procedimento.
 
Os seguranças foram acionados para conter o policial, começa então o bate boca entre médico e o policial. 
 
Dr Samir
Eu sou o chefe da ortopedia aqui, seu bosta!.
 
Policial
– Você é um merda!
– Você está aqui é para atender as pessoas, não é pra tar chingando as pessoas não rapaz!
 
Dr Samir
É o que eu estou fazendo, Imbecil!
 
 Policial
Imbecil é você!
Você não sabe com quem está falando!
Você não sabe com quem está falando!
 
Dr Samir
Sei! Sei!
 
Policial
Você não sabe!
 
Dr Samir
Com um bosta! 
 
Em um dado momento de muitas agressões mútuas verbais, o policial saca a arma, empurra o médico faz ameaças ao médico. “Fala que eu sou bosta! Fala! Fala!”
O caso foi registado na 33ª Delegacia de Policia da cidade. 
 
Mais tarde, Gabriel Pereira da Silva foi operado e passa bem.  

3 Comentários

  • Carlos Arruda disse:

    A que ponto chegou o grau de estresse da população e dos funcionários da saúde pública no Distrito Federal! Graças a Deus que não aconteceu uma desgraça.

  • Marcos disse:

    Chamar uma pessoa de bosta e imbecil merecia levar um tiro mesmo

  • Roni disse:

    Se fosse um cidadão comum, e não um policial armado, teria ate apanhado dessa equipe, e por consequência, ainda não teria tido o filho operado. Não é defendendo o policial, mais o que está acontecendo nos hospitais públicos é o verdadeiro descaso com a população, e isso, é parte culpa do governo e parte de funcionários que se acham os donos da verdade e não respeitam ninguém, essa é a realidade.

Leave a Comment